Olha quem fala...

Minha foto
Salvador, Bahia, Brazil
Brasileiro. 20 anos. Nascido e criado em Salvador, Bahia. Filho de Paulo e Valdete. Tem cabelos pretos que, quando compridos, formam cachos. Pele morena. Tem por volta de 80 kg. Não tem certeza quanto à estatura, mas acha que está entre 1,68 e 1,70. Cursa Engenharia Elétrica no IFBA. Fala demais e dessa forma costuma esconder o que realmente quer dizer. Escreve por diversão, ou para extravasar. Tem medo de ser considerado arrogante ou convencido. É pessimista, mas está tentando mudar isso. Não usa nenhum tipo de droga, não bebe nem fuma. É vegetariano. Gosta de temas policiais, suspense e romance. Ele é besta.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Vácuo

Os antigos gregos diziam que a natureza tem horror ao vácuo. Todavia, eu sou a prova do contrário.
Os filósofos da Grécia diziam que a natureza luta com tudo o que tem contra o vácuo. Se algum corpo se move no ar, o próprio ar ocuparia o espaço que ficou para trás, impedindo a existência do vácuo e também impulsionando este projétil.
Algumas crenças e tratados científicos mostram que o pensamento ocupa espaço e tem massa, pequena o suficiente para ser desprezível. Desta maneira, quando nos preenchemos de algum sentimento, estamos ocupando algum espaço. Realizações, pequenas ou grandes, trazem um sentimento de preenchimento.
Muito tempo em minha vida acreditei que precisava me preencher de algum sentimento, ocupar minha mente com algum objetivo. Com isso, eu buscava incessantemente o sentimento que me completasse, o que sempre, invariavelmente, acabava dando errado. Não adianta tentar buscar sozinho algo que deve ser construído em conjunto. Desta forma, o vácuo persistia.
No começo, minha natureza lutou fortemente contra este vácuo. De fato era dolorido, ser o único vazio enquanto todos em volta estavam conseguindo se preencher. Agora que isto se tornou um fato, eu sou o último que restou, eu não sinto tanto pesar quanto antes. Sigo minha vida, vivo bem e ocupo minha mente com muitas outras preocupações. Mas o vácuo está ali e sinto que ele durará por muito tempo. Para sempre talvez. Espero que um dia eu leia estas linhas e diga "meu Deus, como eu era idiota". Mas agora é assim que me sinto. Não adianta tentar fugir disso. Talvez o gelo tenha cobrido tudo, quem sabe, mas o vácuo continua, mesmo que a natureza lute, creio que esta está cansando de perder.
E assim, este vácuo continua a desafiar os gregos.

3 idéias:

Ana Paula Borges disse...

Vc pode tentar preencher esse vácuo tmb, eu sei como...=)

Ana Paula Borges disse...

Alguns de vcs homens, nunca nos levam a sério...rs
Vc preenche todo esse vazio com DEUS...=)

Jana disse...

OS GREGOS ESTAVAM ERRADOS!!! Esse vácuo é o problema da humanidade HAUSOAUSHAUISHOAUIHSA ;.; Freud, apesar de eu não gostar muito dele, já dizia: "o homem é um ser de falta"... paciência, assim como o vento preenche um lugar que antes era vácuo, vai ter que continuar preenchendo, porque o vácuo sempre está lá... pode ser preenchido com diversas coisas, mas uma hora ele volta... é a vida.