Olha quem fala...

Minha foto
Salvador, Bahia, Brazil
Brasileiro. 20 anos. Nascido e criado em Salvador, Bahia. Filho de Paulo e Valdete. Tem cabelos pretos que, quando compridos, formam cachos. Pele morena. Tem por volta de 80 kg. Não tem certeza quanto à estatura, mas acha que está entre 1,68 e 1,70. Cursa Engenharia Elétrica no IFBA. Fala demais e dessa forma costuma esconder o que realmente quer dizer. Escreve por diversão, ou para extravasar. Tem medo de ser considerado arrogante ou convencido. É pessimista, mas está tentando mudar isso. Não usa nenhum tipo de droga, não bebe nem fuma. É vegetariano. Gosta de temas policiais, suspense e romance. Ele é besta.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Promessas

Não acredito em promessas. Definitivamente, prometer não é exatamente a atitude que eu mais gosto de tomar. Para mim, são só palavras jogadas em uma frase. Faz muito mais sentido uma ação, uma promessa pra si mesmo, do que uma coisa que se jura cumprir.
Quando a gente promete algo, serve mais como desencargo de consciência para ambas as partes. É uma coisa do tipo "Ah, se ele prometeu, tá tudo bem". Mas o problema não está ai. As promessas são produtos perecíveis e com prazo de validade muito curto. Basta que alguma coisa mais importante aconteça e, pluft, a promessa vai por água abaixo. Por isso detesto prometer.
Quando me pedem para prometer algo, reluto bastante. Acho que a palavra não dita tem muito mais poder do que a palavra dita. Portanto, se um dia eu não disser nada sobre alguma coisa, significa que eu quero bastante que isso aconteça. É meu jeito de prometer, jurar ou coisa do tipo. Por isso que eu não gosto de falar as minhas promessas.
Eu já disse que sou besta?

2 idéias:

Cristiano Contreiras disse...

Olá, carissimo conterrâneo!

parabens pelo conceito, estilo e texto do blog! gostei, serei seguidor

abs

Ana Paula disse...

Eu tmb n gosto de prometer as coisas.
E acho legal seu jeito em ser assim.
Cumprir algo, mesmo sem jurar que vai cumprir.
^^
=)